segunda-feira, setembro 15, 2014

A importância de pagar seguros, sim ou não?

Quando vim para o Japão, nunca liguei para nenhum tipo de seguro, seja de saúde, de vida ou de aposentadoria. Achava bobagem gastar dinheiro com isso, jogava tudo na mão da sorte e ia vivendo assim. Mas com o tempo você amadurece, e percebe que talvez vá precisar disso, ou melhor, passa a vê-lo como um investimento para o futuro. Atualmente, eu pago o Shakai Hoken (Seguro Social), que toda empresa seria obrigada a recolher por lei, mas muitas não fazem, por justamente a empresa ter que arcar com a metade do valor. Por isso, muitas empresas preferem trabalhar com empreiteiras, pra arcarem com o seguro apenas dos “shain” (contratados diretos). Não que os de empreiteira não tenham direito ao seguro, ao contrário, tem, mas estes não podem reclamar... Quando a empresa que eu estou, entrou no chamado “cooling off”, e cortou todas as empreiteiras, deram duas opções, pedir as contas ou virar semi-contratado direto (rinji shain). Escolhi a segunda opção, mas a grande maioria optou por sair, por preferirem emprego sem desconto do seguro. Eu tenho um desconto mensal de cerca de ¥39 mil, que inclui seguro de saúde, desemprego e aposentadoria. Posso receber atendimento hospitalar com o seguro de saúde ou ficar recebendo saláio por seis meses, em caso de demissão, por exemplo. O ruim do seguro social, é que ele não é proporcional ao salário, ou seja, mesmo que eu ganhe pouco, o valor não cai.
Fora esse seguro obrigatório, pago mais dois particulares, pela Nissay, uma das maiores seguradoras do Japão, patrocinadora da Universal Studios Japan. A Nissay é a seguradora da empresa, mas ninguém é obrigado a ter os serviços dela, fui perguntado se queria fazer os seguros e aceitei. O primeiro, de ¥13859 mensais, é o seguro de vida (seimei hoken), que cobre casos de falecimento ou doenças graves. Por exemplo, se falecer, minha família pode receber até ¥10.300.000, em caso de tratamento de doença grave, como câncer, o valor obtido pode chegar a ¥5.000.000 para despesas. O outro seguro é o seguro de aposentadoria (nenkin-hoken), de ¥15852, descontado direto da conta bancária. Esse não é vinculado ao pagamento da empresa, ou seja, mesmo não trabalhando, tenho que pagar. Esta é mais uma aposentadoria, além da do seguro social. Afinal, como diz o ditado, o seguro morreu de velho, e é melhor ter duas aposentadorias. Consiste em contribuir durante trinta anos, e depois dos 61 anos de idade, durante dez anos, receberei ¥50 mil mensais. Mas agora, façam as contas: se eu pago ¥15852 por mês, em 30 anos dá ¥5.706.720. Mas recebendo ¥50.000 por mês, dá ¥6.000.000 em dez anos, ou seja, receberei mais do que paguei.
É claro que, em momentos de crise, todos esses seguros pesam no orçamento, mas prefiro pagar, ou melhor, dar continuidade, pois parar de investir nisso, seria jogar tudo o que eu paguei até hoje fora (embora tenha retorno). Por isso que, mesmo em caso de um dia eu ter que procurar um novo emprego, que seja pra dar continuidade aos seguros. Sim, ano passado, quando passei por dificuldades financeiras, até pensei em pelo menos cancelar os seguros da Nissay, só pra poder ter ¥29711 a mais no bolso, mas não valia à pena pelos mesmos motivos. Prefiro trocar a minha juventude pela velhice, digamos assim, investir agora, fazer um pé-de-meia enquanto sou jovem e posso trabalhar, do que passar por aperto depois de velho.

3 Comments:

At sábado, outubro 11, 2014 7:44:00 AM, Blogger Spider-Phoenix said...

Michel, eu trabalho na área de finanças e posso dizer, sem medo de errar, que você está certíssimo. A previdência é um ótimo investimento pra garantir sua velhice e você faz muito bem em diversificar os seus investimentos. E do jeito que o mundo anda, é bom mesmo ter um seguro de vida.

 
At terça-feira, outubro 21, 2014 4:09:00 AM, OpenID surtoseconsertos said...

Caramba, mas realmente é algo que faz falta lá na frente.

 
At quinta-feira, dezembro 03, 2015 2:02:00 AM, Blogger Mundo Otaku said...

realmente é algo importante e vai fazer uma falta la na frente

venha visitar o blog Mundo Otaku

www.mundootakujr.com

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home