domingo, outubro 27, 2013

Madoka Magica & DokiDoki! Precure

Ontem, dia 26, sábado, tirei o dia para ir conferir as estréias dos filmes de Mahô Shôjo Madoka Magica [Shinpen] Hangyaku no Monogatari e DokiDoki! Precure Mana Kekkon!!? Mirai ni Tsunagu Kibô no Dress, como eu já havia noticiado anteriormente. Pela primeira vez, dois filmes envolvendo "mahô shôjo" estreariam numa mesma data. Nunca tinha visto isso, e poderia deixar o público dividido ou não. Como não consegui ser sorteado em nenhum dos Cumprimentos de Palco, ambos no mesmo cinema, o Shinjuku Wald 9, tive que escolher outro lugar para assistir, e claro, nada melhor do que pegar ambos os filmes num mesmo cinema, pra evitar gastos desnecessários com trem. Entre tantos cinemas que iam exibir simultaneamente ambos os filmes, escolhi o T-Joy Oizumi, pois apenas a rede T-Joy estaria disponibilizando o Popcorn Set de Madoka Magica, com seis pacotes (sabores) diferentes, e eu não abriria mão de experimentar todos. Nos outros cinemas, posteriormente, foi divulgado um popcorn set diferente de Madoka Magica. Já Precure, não teve pipoca especial.
A primeira tarefa do dia seria enfrentar a chuva, o princípio de tufão, e até a sequela deixada pelo forte terremoto que aconteceu na madrugada, por volta das 2h00, em Fukushima. Trens atrasados e a forte ventania não me impediram de conseguir chegar no T-Joy Oizumi antes de abrir, por volta das 8h10. A questão em seguida, era conciliar as duas sessões, independente de qual fosse o primeiro filme. Pela combinação, escolhi a primeira sessão de Madoka Magica, das 9h10~11h15 e a quarta de Precure, das 12h00~13h20. Madoka já estava com boa parte dos assentos ocupada, por quem já tinha reservado pela internet (cartão de crédito), mas Precure foi mais tranquilo, aliás, vazio até demais para uma estréia. Por volta das 8h20, já tinha trocado os dois tickets antecipados pelos assentos reservados, e fui para a fila de goods, a mesma para ambos os animes. Você tinha que pegar um order sheet do respectivo anime e escrever o número do produto e a quantidade. O que eu achei desorganizado é que eram apenas dois funcionários, um no caixa e outro para procurar os goods. Comprei apenas os panfletos de ambos os filmes, algo obrigatório pra mim, e mais o clear file set de Precure, o que sempre tenho feito. Os principais goods de Madoka acabaram esgotando em questão de minutos. O panfleto de Madoka Magica vinha com uma capa especial, que lembrava o visual do estudio Shaft. Saiu ¥1000, e depois só vai ser vendido a versão comum, por ¥900. O panfleto do Precure, como sempre, saiu ¥500, e o clear file set, ¥700. Às 8h54, comprei o primeiro set de pipocas, da Madoka Kaname (morango) e da Homura Akemi (black pepper), cada um de ¥900. Com mais ¥100, podia-se pedir um drink (R), mas abri mão pra ficar mais barato. O legal dos cinemas da rede T-Joy, é que há um espaço para alimentação, tipo cafe, e aproveitei pra comer o primeiro pacote, da Madoka. Às 9h00 eu entrei na sala, e comi o segundo pacote rapidamente, pois não gosto muito de comer em sala de cinema.
O filme de Madoka Magica foi espetacular, nem tão difícil de compreender, pra quem viu os filmes anteriores ou a série. Ficou explicado a realidade alternativa criada após o desaparecimento da Madoka, quando esta assumiu o destino de todas as Mahô Shôjo, tornando-se uma entidade inexistente "Enkan no Kotowari", fazendo com que fosse criado um mundo onde as majo (bruxas) não existiriam. Neste nova realidade, as mahô shôjo lutavam contra os majû, seres que se alimentavam dos sonhos seres humanos. Entretanto, muita coisa contraditória surgia, como a aparição desde o início, da Madoka e da Sayaka (que havia se tornado uma majo no filme anterior), fora o fato da Kyoko estudar na escola Mitakihara e de todas as cinco mahô shôjo lutarem juntas, como se fossem Precures, com direito a uma bela cena de transformação e até roll call. E isso criava até então, situações interessantes, a Kyoko pedindo pra Madoka emprestar a lição de casa para copiar, a Sayaka tirando sarro da amiga Hitomi gostar do Kyosuke e um Kyubey que inicialmente não falava! Escolher a melhor cena é difícil, mas fico com a maioria das cenas entre a Madoka & Homura. Penso até em assistir o filme novamente, pois ainda tenho um ticket antecipado.
Terminado o filme, fui tirar umas fotos do pequeno corner de DokiDoki! Precure, e comprar um segundo set de pipocas, às 11h29, agora da Mami Tomoe (caramel) e da Kyoko Sakura (chocolate). Comi ambos, antes de entrar na sala, para ver o DokiDoki! Precure. Este, por sinal, foi mais um aperitivo, por durar menos de 80 minutos. Estranho que, ao picotar o bilhete, a outra mulher do staff não me deu o card de brinde, o qual tive que pedir na saída, após conferir o site oficial. É que o enfeite para cabeça e o miracle bouquet light eram dados somente a pessoas abaixo do chûgaku (ginasial). Estranhamente, o enredo do filme se assemelhou um pouco com o de Madoka Magica, das quatro Precure serem enviadas para seus respectivos passados, em um mundo de lembranças. Daí a missão seria elas perceberem que aquilo estava errado, não era o mundo delas, e teríam que voltar pra realidade. E olhando de forma mais crítica, o filme abordou o fato de "ser esquecido". Mashu, o vilão, era a personificação do cachorro da Mana Aida, que ficou nas lembranças após o falecimento. Essa era a vingança do Mashu, prender a Mana no passado. Aquela história, do espírito permanecer na Terra, por ficar preso ao sentimento de algo que não foi realizado... A cena mais esperada deve ter sido a aparição da Engage Mode, mas não se sabe se vai ser só para o filme ou vai ter na série. De resto, o anúncio do terceiro e possível último filme de Precure Allstars NewStage 3 Eien no Tomodachi, com estréia para 15 de março de 2014, embora tenham utilizado apenas cenas dos movies anteriores, Mirai no Tomodachi e Kokoro no Tomodachi.
Depois do filme, esperei o lobby ficar mais vazio, para às 13h44, comprar o último set de pipoca, da Sayaka Miki (alga) e da Nagisa Momoe (queijo). Reúni todos os pacotes alinhados, e tirei a foto "comemorativa", afinal, não é sempre que dá pra fazer uma coisa dessas, comprar seis pacotes de pipoca num mesmo dia. Claro que, embrulhei os dois pacotes, coloquei na bolsa e levei pra viagem. De todos os sabores, sem dúvida, os melhores foram da Madoka (morango) e da Kyoko (chocolate), por serem incomum. Se eu for assistir novamente, talvez escolha o Shinjuku Wald 9, por estar com decoração de Madoka Magica. Saindo do T-Joy Oizumi, fui gastar o tempo em Akihabara.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home