segunda-feira, janeiro 03, 2011

Minhas Compras em Akihabara!!! (18 de Dezembro)

Depois de assistir o filme Kamen Rider x Kamen Rider OOO & W featuring.SKULL MOVIE TAISEN CORE, no Cinema Sunshine Ikebukuro, fiquei gastando o tempo no depto Sunshine City, acho que até umas 15h30, “desviando a mente um pouco do hobby”, olhando lojas de roupas como a UNICLO, entre outras, afim de pesquisar preços. Precisava “melhorar” meu vestuário, mas deixei pra comprar aqui em Oizumi mesmo, já que em Ikebukuro a maioria são lojas de grife. Nesse intervalo, passei na Animate, ao meio-dia, e levei esse quebra-cabeças do Saint Seiya-Aratanaru Legend (¥3150), a pedido de um amigo. E foi uma baita sorte ter encontrado, pois ele havia sido lançado em novembro de 2009. Tinha tentado encomendar por sites como AmiAmi, Hobby Search e Amazon, mas sem sucesso. Aliás, aí na Animate de Ikebukuro, aconteceu uma situação inusitada comigo. Estava subindo à escada, e na minha frente, estava uma mocinha. De repente, ela perde o sapato de salto alto, que sai rolando escada abaixo. Fiquei meio sem jeito e até ia me esticar pra pegar, mas ela conseguiu chegar a tempo! Se é algo de mão, você vai, recolhe e entrega. Mas e um sapato, vai calçar no pé da “Cinderela”??? Em tempo, a Animate de Ikebukuro é frequentado em sua maioria, pelo sexo feminino, daí a rua ter recebido o apelido de “Otome Road” (Caminho das Virgens).
Depois, fui fazer mais algumas compras em Akihabara, mas não gastei muito. Primeiro, na Sofmap, às 17h32, levei o Blu-ray Macross Frontier Nyan x 2 Music Clip (¥4060), lançado dia 15. Procurei primeiro na Sofmap Ammusement, mas já estava esgotado lá. É que a maioria dos otakus vai direto na Ammusement, por ser voltada especificamente para hobby, principalmente em dia de “W Point Day”. Mas felizmente consegui encontrar na Sofmap Honkan (Matriz). O disco é bem simples, só tem 38 minutos, nenhum bônus e nenhum brinde, mas o legal é que, em boa parte dos clipes a animação é nova, com entrevistas com a Sheryl Nome e a Ranka Lee. O preço original era de ¥4515.
Em seguida, passei na Uchusen (dentro da galeria Radio Kaikan), às 17h51, e levei quatro figuras Saint Cloth Myth, que estavam em promoção (qualquer figura por ¥3680). Pra mim, eu levei o Perseus Argol, o Andromeda Shun e o Dragon Shiryu, e para um amigo, o Pegasus Seiya. Até então, eles estavam cobrando ¥4725 pelo Bronze Saint e ¥5250 pelo Perseus.
Perseus Argol (Silver Saint)

Andromeda Shun (Shôki Bronze Cloth)

Dragon Shiryu (Shôki Bronze Cloth)

Terminando as compras na Animate, às 19h39, depois de pesquisar muito, resolvi começar duas novas coleções de manga. Já estava com abstinência...rsrsrs! O primeiro, sem pensar muito, foi o Ore no imouto ga konnani kawaii wake ga nai, , publicado pela revista Gekkan G’s magazine (Ascii Media Works). O manga, desenhado por Sakura Ikeda, é baseado fielmente na novelização de Tsukasa Fushimi, e já vem sendo publicado desde março de 2009. Comprei de uma vez os três volumes, sendo o último, lançado no dia 10 de dezembro. Em termos de character design, eu prefiro o original do bunkô, de Hiro Kanzaki, mais fiel ao anime. O manga tem uma defasagem grande em relação à obra original, mas o legal é a parte cômica, com os personagens ficando em formato SD. Preço: ¥598 (Vol.1&2).

Com relação ao volume 3, optei por levar a versão limitada (Tokusôban), cuja a capa tem a Ayase Aragaki vestida de cosplay. Na versão normal, ela está de uniforme escolar. Preço: ¥1470.
Ah, e mais um detalhe, de brinde veio essa mini-figura da Ayase, “Toys Works Collection Niitengo”, produzida pela Chara-Ani. As figuras da Kirino e da Kuroneko vinham de brinde nas revistas G’s magazine e G’s Festival, respectivamente.

O outro manga que eu escolhi foi um chamado Mayo Chiki!, de Hajime Asano, publicado na revista Gekkan Comic Alive (Media Factory). Também oriundo de novelização, Mayo Chiki! em breve vai virar TV Anime, e promete ser uma série bem engraçada. Conta a história do estudante do 2º colegial Kinjirô Sakamachi, que descobre que seu colega de classe, Subaru Konoe, é na verdade uma garota. E descobre de uma forma mais inusitada, no banheiro, quando ele pega “a” Subaru com a calcinha (de ursinho) na mão! Mas por que a Subaru tem que se passar por garoto, muitos podem estar se perguntando? É que seus irmãos sempre trabalharam como serviçais de uma renomada família (Suzutsuki), mas para continuar com o legado de criado, a condição era que Subaru teria que se passar por homem (já que ela foi a única a nascer mulher). Para manter o emprego, ela teria que passar os três anos do colegial sem que ninguém percebesse que ela era uma garota. Pra evitar que ele abra o bico, ela vai ficar de marcação em cima, e em troca, vai ajudá-lo a superar a aversão que ele tem por garotas! É que Kinjirô tem um trauma de infância por ter sido judiado... O título é um trocadilho com o verbo “Mayoeru” (estar confuso), representando a confusa Subaru, e o “Chiki”, vem do inglês “Chicken” (Frango), apelido dado ao Kinjirô, devido a sua aversão à garotas. Inclusive, Chikin é um trocadinho com seu próprio nome “SakamaCHI KINjirô”. Ah, e a revista Nyan-Type vem publicando uma “another story” chamada Mayo Mayo!, no qual o protagonista é uma garota, Mayoi Hinata, que é apaixonada pelo Subaru. Comparem a mesma situação, na Comic Alive e na Nyan-Type.

2 Comments:

At segunda-feira, janeiro 10, 2011 1:17:00 PM, Blogger Pedroh said...

Michel, desculpa perguntar mais quantos Saint Cloth Myths, você já possui? xD

Infelizmente, aqui no Brasil são muito caros, eu e minha namorada ficamos sonhando em um dia ter um desses, auuhauaha, mas sempre tem algo pra comprarmos e aí já viu...

 
At segunda-feira, janeiro 10, 2011 11:12:00 PM, Blogger Michel said...

Olá Pedroh! Bom, pelas minhas contas, jé devo ter 80 figuras do Saint Cloth Myth, mas precisaria retirar todas do armário, pra ter total certeza...rsrsrs!

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home