sábado, fevereiro 10, 2007

Entrevista com Mina Fukui, a Geki Yellow=Uzaki Ran, de Jûken Sentai Gekiranger.

Hibi-Zeseishin, Kokoro o Migaku!
Devoção Diária, Polir o Coração!

Frase: Prestem atenção no trabalho de equipe do trio de Gekiranger!

Bom, eu participei do audition anterior (para Boukenger), mas cheguei até a etapa final. Neste ano, custe o que custar, quero ser aprovada, por isso resolvi tentar novamente. Então, me apresentei com muito entusiasmo. Passando pela segunda e pela terceira etapa, a sensação de ser aprovada foi gradativamente ficando mais forte, mas fiquei preocupada em como transformar essa sensação em apelo. Também recebi alguns conselhos de amigos, mas no final das contas, tinha que transmitir os meus próprios sentimentos de forma natural. Como eu sempre gostei de crianças, disse o seguinte, “quero me tornar uma existência bem vista pelas crianças!” Se eu falar novamente isso, me dá a maior vergonha (Risos).
Até ser decidido a minha participação, houve poucos contatos com a agência (Horipro). A princípio, disseram o seguinte, “venha ao escritório pois temos que conversar”. Não sei porque, mas pressenti que tinha alguma coisa de estranho na ligação... (Risos). Ao chegar no escritório da agência, estavam reunidas várias pessoas que cuidaram de todo o andamento, e soltaram um “ Fukui-chan, foi decidido!” Nessa hora, as lágrimas começaram a sair. Rapidamente eu liguei pra minha mãe e contei o fato. Como a minha mãe tinha conhecimento que eu fui reprovada no final da edição anterior, ela ficou ainda mais feliz com a notícia, que até acabou deixando queimar um peixe que estava assando (Risos). Enfim, ela ficou feliz nesse nível.
Do trio de Gekiranger, eu interpreto a Uzaki Ran, que carrega o elemento do “Coração” (Kokoro). Ran é uma pessoa piedosa, dá pra simpatizar muito com ela. Com temperamento de valentona, é o tipo de mulher que diz o que pensa. Entre outras palavras, não é uma heroína ortodoxa (Risos). Como eu mesma sou muito tímida, quando interpreto a Ran, tenho que tomar cuidado em pronunciar as falas com clareza.
Com relação a interpretação, cuido da imagem da minha própria aparência, e vou me esforçando enquanto escuto os conselhos do pessoal do staff, a começar pelo diretor. Porém, ainda está na base da intuição. Por exemplo, quando eu digo a fala “Master!”, dependendo da situação, não sei se a Ran está brava ou assustada. [Nota: Master é em referência ao mestre dos Gekiranger, Sha Fu]. Como as vezes a minha própria idéia e a imagem formulada pelo diretor é diferente, seria bom se deixasse pensado vários padrões. Como a experiência é pouca, tem várias coisas que tenho que acabar decorando, como o vocabulário do local (de filmagem). Agora estou me acostumando rápido, e se tem alguma coisa que não entendo, logo pergunto.
A suit-actress de Geki Yellow é Hitomi Sanae. Enquanto vemos a interpretação uma da outra, as vezes debatemos. Porém, eu ainda não estou em condições de dar tantos conselhos (Risos). De qualquer maneira, a ação da yellow é muito bonita! Involuntariamente, acabei ficando encantada.
Desde que eu fui escolhida, a minha vida virou ao avesso. Ora é o treinamento no JAE (Japan Action Enterprise), ora é o treino da dança do encerramento. Como o ritmo do local é muito rápido, desde que começaram as gravações, tenho que mudar logo meus hábitos. Como tenho que acordar muito cedo, administrar a condição física é um problema (Risos). Por ter mudado de ambiente, começaram a aparecer espinhas, que são escondidas pela maquiadora. Isso é um tormento. Antes de mais nada, tem muitas coisas que tenho que fazer, mas com calma, quero realizar tranquilamente uma coisa por vez.
Agora, digamos, passei a interpretar uma heroína que eu mesma via quando criança, realmente é uma lembrança que extremece o corpo. Como eu tenho um irmão mais novo, já assisti séries Sentai como Kyôryû Sentai Zyuranger, entre outras. Também tinha admiração pelo anime Bishôjo Senshi Sailormoon, como qualquer outra menina. Tanto Sentai quanto Sailormoon são um grupo, certo? Eu tinha uma admiração por heróis e heroínas, mas como eu gosto de “Team Work” (Trabalho em Equipe), tem umas partes excitantes. Estou ansiosa para saber como o trio de Gekiranger vai estar relacionado, e com relação a história, acho que aí é que vai estar a grande sacada.
A partir de agora, durante um ano, quero compor o personagem Ran colocando um pouco de mim mesma. Junto com o próprio amadurecimento da Ran, eu mesma também vou amadurecendo, e para as pessoas que vão assistir o programa, quero transmitir algo como “Jibun mo Ganbarou” (Esforce-se você também). Espero que tenham um bom divertimento.

Fukui Mina – Nascimento: 3/11/1984. Local: Província de Mie. Tipo Sanguíneo: A. Debutou no mundo artístico em 2003, ganhando a disputa do primeiro International Modol Audition ORIBE [Nota: Concurso de modelos realizado pela Horipro e a província de Shiga]. Suas principais atuações foram em comerciais como “Seven Eveven”, “16 Bank” etc. Também participa de programas de variedade.

Tradução e Adaptação: Michel Matsuda.
Fonte: Revista Toei Hero Max Vol.20
Nota: Fiz o melhor que eu pude, traduzindo e adaptando, mas muitos podem não compreender algumas partes da entrevista. Mantive o texto em primeira pessoa e procurei não mudar muitas frases, mas gostaria que todos compreendessem que o processo de tradução do japonês para o português é algo muito complexo. Nem sempre há uma equivalência entre ambas as línguas. Pra quem quiser ver o texto em japonês, clique aqui.

Marcadores:

1 Comments:

At quarta-feira, agosto 26, 2009 7:18:00 PM, Anonymous Anônimo said...

Mina won the 2008 rookie gravure idol award. pretty lady!
http://japansugoi.com/wordpress/mina-fukui-power-ranger-turned-gravure/

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home