sexta-feira, fevereiro 16, 2007

Goranger e Jakq: Super Sentais ou não? Eis a questão!

O texto a seguir eu havia publicado no fórum Tokubrasil, e resolvi postar aqui também, mas de uma forma mais detalhada. Ele se refere àquela velha história sobre as séries Goranger e Jakq serem ou não Super Sentais, que é muito controversa e sempre rende boas discussões. Na verdade, a análise tem que ser feita de dois pontos de vista:
1) Por que Goranger e Jakq não eram considerados Super Sentai até o início da década de 90?
2) Por que Goranger e Jakq foram incluídos como Super Sentai no início da década de 90?

Vamos as respostas:
1) Todo mundo sabe que Goranger e Jakq são criações de Shotaro Ishinomori, e já ouviram aquela história de que ambas não foram incluídas por causa dos direitos autorais. Até aí, nada de mais. Mas a história envolve o surgimento de Battle Fever J. No final de 1978, a Toei encarou o primeiro período de instabilidade de seus super-heróis [Nota: o segundo período foi em 1981]. Ela tinha apenas dois seriados no ar, Spiderman e Ganbare! Red Vickies, e ambas estavam com os dias contados. Urgentemente a Toei precisava de uma nova série para, digamos, não ficar no vermelho. Então veio a idéia de criar um herói nos moldes do Spiderman (japonês), ainda com a parceria com a Marvel Comics. Ele se chamaria Captain Japan, e seria uma versão japonesa do Capitão América. Masao Den (Captain Japan) seria uma espécie de cyborg, e lutaria contra uma organização secreta chamada Beta. Ele teria um robô gigante, o Nelson, que nada mais era do que a sua nave (Captain Baser). A diferença com o Spiderman é que Captain Japan teria uma ajudante, a Miss America, baseada na Miss Marvel. Entretanto, o desenvolvimento tomou outro rumo e aconteceram várias mudanças. Foram adicionados mais três guerreiros; o robô, que seria inspirado no Leopardon (Spidermam), virou uma espécie de samurai; a organização secreta, de Beta, mudou para Egos e o nome do herói mudou de Captain Japan para Battle Japan. Nascia assim a série Battle Fever J. Porém, ainda não havia a consciência de uma linhagem, e tão pouco era utilizado o termo Super Sentai. Isso só veio a acontecer em meados de 81, com Taiyô Sentai Sun Vulcan, quando o gênero já estava estabilizado (ou quase). É que na época o gênero ainda era uma incógnita e dependia muito do sucesso. Hoje sabemos que cada série nova terá duração de um ano, mas antigamente, se não desse audiência, poderia ser cancelada de uma hora para outra. Para se precaver a isso, a Toei fazia contratos menores com os artistas, cerca de 6 meses, pelo que disse o ex-ator Ryûsuke Kawasaki, o primeiro Vul Eagle (Ryûsuke Oowashi) de Sun Vulcan. Como ele não renovou o contrato, teve que ser substituído pelo ator Takayuki Godai. O mesmo aconteceu com a atriz Takako Kitagawa (Zero One), a líder das Zero Girls. Seu personagem morreu antes da metade da série. Quem poderia sair também era o ator Kin’ya Sugi, o Vul Shark (Kin’ya Samejima), mas felizmente isso não aconteceu. Retomando o assunto... Entre outras palavras, Battle Fever J foi o protótipo do Super Sentai. O que deve ficar claro, é que ele não nasceu para ser um Sentai, isso foi uma casualidade. Originalmente, ele foi baseado em Spiderman (Saburo Hatte), e não em Goranger (Shotaro Ishinomori), daí motivo de todo esse impasse. Não havia a necessidade de dar os créditos ao Ishinomori, simplesmente porque não fazia parte do projeto dar continuidade à Goranger e Jakq.

2) Agora, a segunda questão, porque ambas as séries acabaram sendo oficialmente incluídas como Super Sentai realmente é um enigma. Eu acredito que a idéia foi antecipar o 20º aniversário do gênero, que se fosse considerado o Battle Fever J como o primeiro Super Sentai, só seria comemorado em 1999. Algumas publicações antigas, vez por outra, incluiam Goranger e Jakq como Super Sentai, como exemplo, o livro Chô Denshi Bioman Dai Hyakka, da editora Keibunsha. Mas nem dá pra levar muito a sério esse livro, pois ele incluiu a série Ninja Capter (1976) como Super Sentai! O primeiro livro a incluir de forma oficial foi o Chô Seiki Zen Sentai Daizenshû, lançado em 1993 pela editora Kodansha. O livro incluia de Goranger a Dairanger, numa comemoração antecipada (2 anos) do gênero Sentai. A editora Shogakukan demorou, mas também incluiu ambas as séries em seus livros. No livro Super Sentai Chôzenshû, ela só incluiu na terceira edição, de 1995, que ia até Ohranger. A primeira, de 1990, ia de Battle Fever J até Fiveman. A segunda, de 1993, ia de Battle Fever J até Dairanger. Porém, com a inclusão de ambas as séries, algumas coisas ficaram estranhas. O aniversário de 10 anos de Super Sentai, que era comemorado em Turboranger “ficou” com Changeman. Se Goranger passou a ser reconhecido como a origem, o nome de Shotaro Ishinomori deveria ser creditado nas séries atuais como criador (Gensaku), e não mais o pseudo Saburo Hatte.

Finalizando a questão, Super Sentai não deve ser analisado de forma ininterrupta. As duas primeiras séries, Goranger e Jakq são um caso a parte. Elas não nasceram como Super Sentai, foram incluídas. Pra “quem pega o bonde andando”, podem surgir dúvidas como: por que Jakq tem os kanjis (Dengekitai) depois do nome? Por que não houve série em 1978? Por que Battle Fever J não tem kanjis (~Sentai) no nome? E olha que eu já vi gente fazendo essas perguntas! Sinceramente, acho que o grande erro foi a Toei, depois de uns 15 anos, ter incluído ambas as séries como Super Sentai. É fato, Goranger tornou-se o primeiro Super Sentai, e Battle Fever J passou de primeiro a terceiro. Entretanto, parece que as publicações de hoje se esquecem do passado, e tratam a transição de Jakq para Battle Fever J como um processo natural.

5 Comments:

At sábado, fevereiro 17, 2007 5:11:00 AM, Anonymous Meitantei Otaku "Existe so' uma verdade!" said...

Gosto destas discussoes. Pessoalmente considero o Hakaider e o Kikaider como Kamen Riders. Sou de opiniao que estas series serem ou nao incluidas no canone dependem sim de direitos autorais e do fato que, no inicio, os generos sentai e Kamen Rider simplesmente nao existiam. Existiam series e basta.

 
At domingo, fevereiro 18, 2007 4:24:00 AM, Anonymous Robinson Oliveira*X-JAPAN7 said...

Realmente é uma inteira confusão mas acredito que as séries foram aparecendo e conforme a boa relação com o público vieram a tornar séries semi-sequenciais.
Michel ainda preciso responder um e-mail super atrasado mas não esqueci logo estará aí.

 
At domingo, fevereiro 18, 2007 6:00:00 AM, Blogger Michel said...

Meitantei Otaku---Acho que o Kikaider (e seu rival Hakaider) são um caso a parte. Ishinomori não os criou para ter relação com o Kamen Rider. O que consta na Wikipédia Japonesa é que Goranger e Jakq não eram incluidas por causa da autoria. De fato! Simplesmente porque não era objetivo dar continuidade as séries do Ishinomori.

Robinson Oliveira---Concordo com o que você disse. Tudo dependia do sucesso de Battle Fever J. Daí, o resto foi consequência. Espero seu e-mail!

 
At segunda-feira, fevereiro 19, 2007 12:18:00 PM, Anonymous Zaider said...

Mesmo assim ainda acho certo Goranger e JAKQ serem considerados Super Sentais, ja que são herois coloridos XD liderados pelo vermelho lider da Toei.
Assim Goranger é chamado Himitsu Sentai Goranger e por nomenclatura deve ser considerado o primeiro, mesmo que as coisas só tenham dado firmamento a partir de Battle Ferver J.

 
At domingo, janeiro 13, 2013 10:31:00 AM, Blogger CAMPEÃO said...

então deixa eu ver se entendi,cancelou o especial de 20 anos do super sentai,teve que pular por causa da inclusão do gorangers e jakq,mas se não tivesse sido incluido então a comemoração dos 20 anos seria
1989=10 anos liveman
1994=15 anos dairanger
1999=20 anos gingaman
2004=25 anos abaranger
2009=30 anos go-onger
então é por isso

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home