domingo, janeiro 23, 2011

Tensô Sentai Goseiger VS Shinkenger Epic On Ginmaku (Comentários)

Bom pessoal, como eu havia comentado, hoje eu fui assistir ao filme do Goseiger VS Shinkenger, no T•Joy Oizumi, na primeira sessão. Felizmente correu tudo bem, cheguei a tempo, e como a bilheteria ainda não estava funcionando, comprei o ticket pela primeira vez numa máquina que tem lá, chamada Kinezo. Funciona mais ou menos como esses terminais que tem em lojas de conveniência, coloca o dinheiro e escolhe o assento. Em seguida, comprei o panfleto do filme (¥600), esperei pela entrada, ganhei o brinde (dois cards do DICE-O), e aproveitei pra tirar uma foto dos heróis Shinken Gold, Super Shinken Red, Gosei Red e Gosei Knight (Ver foto). Não é todo dia que a gente encontra um deles...rsrsrs! Até que não teve muita gente, e a maioria era de crianças.
Quanto a histótia, olha, até que achei um filme bem agradável. É lógico que, com o passar do tempo, esses VS ficam com histórias sem pé nem cabeça, pouca coisa se explica, basta jogar os personagens como se fosse o mesmo mundo/universo. Tá na moda isso! Tipo, não fica explicado o porque do Buredoran ter virado o “Chimatsuri no Buredoran”, o novo líder dos Gedôshû. Ele apenas diz que herdou a vontade do Doukoku. Bom, precisavam de uma desculpa pra fazer os Gêdôshû quebrarem o exílio e saírem do Rio Sanzu. Daí os Nanashi começam a atacar as pessoas, Alata percebe que não são os Yûmajû, e chega o Takeru (Shinken Red) pra acabar com festa. Fica bem nítido a diferença de comportamento entre Goseiger e Shinkenger. No ínicio, eles não se dão bem, e ficam naquela frescura, “ah, não vou me aliar com eles”. Que o diga o Ryunosuke e o Chiaki. E como o Tensô-jutsu não funciona contra os Gedôshû, os Goseiger tem que aprender um algo mais, unindo o Tensô-jutsu com o Mojikara, dos Shinkenger. A versão Super Shinkenger é um exemplo disso. Mas o filme tem umas tiradas engraçadas. Como na cena em que o Agri e a Eri se disfarçam de Kuroko, e vão recepcionar a Mako (Shinken Pink) no aeroporto. Ou então, na cena em que o Hyde (disfarçado de Ryunosuke), junto da Moune, vai recepcionar a Kotoha na estação de trem. Hyde fala, “nós somos anjos e viemos te recepcionar”. E a Kotoha responde, “Ué, eu já morri?” Mas é claro que muita gente torce o nariz para o Alata, sempre com aquele pensamento positivo, “Akiramenakereba, Nantoka naru!” (Se não desistirmos, damos um jeito!). Não acho o Yudai Chiba um ator ruim, ou mesmo um personagem (Alata) ruim, apenas é o que se “exige” do Gosei Red. Um personagem sempre pra frente, que nunca desiste, e consegue transmitir essa mensagem às crianças. Mas como esse Buredoran é cabra mal da peste! O cara apenas utiliza os Gedôshû e o Shinken Red, com o objetivo de inundar o Gosei-kai com a água do Rio Sanzu. Ah, não posso me esquecer da particpação do Kaizoku Sentai Gokaiger, que aparecem apenas para socarem os Gedôshû liderados pelo “traído” Hone no Shitari. Como são piratas, achei bem legal o jeitão despojado dos personagens. A começar pelo Gokai Red, com seu bordão “Eiga dakara, Hade ni ikuze!” (Como é um filme, vamos de forma chamativa!) O Gokai Blue até rouba a espada de um Nanashi...coisa de pirata! Mas o momento esperado é quando eles usam as Ranger Keys, para se transformarem nos Reds anteriores. O Shitari fica impressionado e diz, “pode isso?” E a Gokai Yellow responde, “sim, mas somos a versão pirata”.Gokaiger é o primeiro Sentai que faz apologia à pirataria...rsrsrs! Ah, e o engraçado é que, assim como no filme anterior, quem presencia a luta dos Gokaiger é a lanterna falante Daigoyou. Mas a Gokai Pink pede pra ele ficar de bico calado! E pra quem curte robô de Sentai, teve a nova forma, o Grand Hyper Gosei Great (que é a união do Gosei Great, Gosei Knight e Datas Hyper). Comprido no nome, grande no tamanho (17 Headers), coitado do suit-actor. Acho que ainda deve ser o Hideaki Kusaka, nos seus 53 anos... Terminado o filme, pensei que ia ter um teaser do filme comemorativo da 35ª obra, a ser exibido no dia 21 de maio, mas não teve nada. Saindo do cinema, resolvi nem andar por Ikebukuro e fui direto pra Akihabara. Ainda não li as entrevistas do panfleto, quem sabe eu não extraio mais algumas informações interessantes.

3 Comments:

At quarta-feira, janeiro 26, 2011 2:31:00 AM, Blogger Spider-Phoenix said...

Concordo plenamente com tudo que você disse sobre o Alata, Michel. Acho o personagem fascinante e talvez o único "Ranger Vermelho" que consegui gostar como personagem único (e não como Ranger Vermelho) dentre todos os sentais que eu assisti.

Aliás, obrigado por dar uma tradução coerente para um dos lemas do Alata (que acaba sendo mais usado pela Eri rsrsrs). Finalmente, uma versão com algum sentido, já que o da TV Nihon era confuso hehe.

Bem, sobre o Bladerun, se está acompanhando os episódios recentes já deve ter visto qual é a dele hehe.

Para concluir, muito obrigado pelas informações e as imagens do panfleto. Um abraço!

 
At quinta-feira, janeiro 27, 2011 11:20:00 PM, Blogger Michel said...

Spider-Phoenix, o problema em si não está no personagem Alata, nem tampouco em seu intérprete, Yudai Chiba, mas no fato de muitos fãs sentirem a falta de um “red” que exerça liderança, como um Change Dragon, um Red Flash, um Bouken Red etc. Mas a verdade é que em Goseiger, não existe o tal líder, aquele que dita o ritmo do grupo, ou como os atores costumam chamar, “Matome-yaku”. Por esse motivo teve aquele episódio em que cada um foi líder por um dia. Dessa forma, a divisão de responsabilidade é igual para todos.
Aliás, qual foi a tradução feita pelo TV Nihon para essa frase do Alata?

 
At sábado, janeiro 29, 2011 9:07:00 PM, Blogger Spider-Phoenix said...

Michel, você está coberto de razão. Eu também tenho consciência disso, apesar de achar que só por que um certo tipo de liderança funciona, não significa que o mesmo seja o modelo ideal.

De qualquer forma, gosto do estilo de Goseiger no ponto onde todos os personagens são tratados como iguais. É um acerto da série e uma pena não ser mais reconhecido IMHO.

Quanto a sua pergunta, a tradução da TVN para o "damos um jeito" ficou, se me lembro bem, como "Somehow It'll work out" ("de alguma forma vai funcionar").

Acredite ou não, a primeira vez que eu li meio que enrolou minha cabeça (daí que eu disse confusão), porque devido a falta de prática com expressões/verbos frasais, não conseguia traduzir para algo que ficasse legal em português. hehe.

Outro bordão que me confundiu foi aquele que o Alata usava no começo da série, e que a TVN traduziu para algo como "Por agora, apenas tente!". Esse, eu acho que soa meio estranho para ser a tradução correta, por isso sempre li com alguma desconfiança...

Abraços!

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home