segunda-feira, outubro 17, 2011

K-ON! – GO!GO! FUKUTOSHIN JACK ~Ikebukuro•Shinjuku•Shibuya~

Em comemoração à estréia do filme K-ON!, como já deu pra perceber, vários eventos estão sendo realizados no Japão. Um deles vai ser o que está no título da postagem, que vai ser um “Stamp-Rally”, realizado nos bairros de Ikebukuro, Shinjuku e Shibuya. Mas Michel, o que é um Stamp-Rally? Por que FUKUTOSHIN?? E por que JACK??? Ok, vou explicar de uma forma simples. O Stamp-Rally é um termo muito usado em evento, e que literalmente consiste na corrida por estampas (carimbos), que você vai obtendo em vários estandes ou lugares, e depois de completar o stamp-sheet, troca-se por brindes. Fukutoshin significa “sub-metrópole”, ou seja são os bairros ao redor da capital Tokyo, e que compreendem a região de Tokyo. E Jack vem do inglês, que quer dizer sequestrar, ou seja que esses três bairros vão ser tomados por K-ON!. Como referência, no início do ano teve o Macross Frontier~Ikebukuro Jack [1] [2] [3] [4].
Main Area: Ikebukuro
Sunshine 60 Observatory (http://www.sunshinecity.co.jp/sunshine/observatory/index.html)
Namco Namjatown (http://www.namja.jp/)
Ikebukuro Cinema Sunshine (http://www.cinemasunshine.co.jp/theater/ikebukuro/)
Animate Ikebukuro (http://www.animate.co.jp/shop/shop_east/ikebukuro/)
Gamers Ikebukuro (http://www.anibro.jp/gamers/ikebukuro/main.html)
ACOS Ikebukuro (http://www.animate-costume.jp/)
Sub Area: Shinjuku•Shibuya
Shinjuku Piccadilly (http://www.shinjukupiccadilly.com/)
Animate Shinjuku (http://www.animate.co.jp/shop/shop_east/plus_shinjuku/)
Cine Palace Shibuya (http://www.mitsuba-inc.co.jp/scp/index.html)
Animate Shibuya (http://www.animate.co.jp/shop/shop_east/shibuya/)
O evento vai do dia 18 de Novembro a 27 de Janeiro, e o site official já está no ar (http://www.k-on-jack.com/), mas só a página inicial. Não se sabe se o participante será obrigado a pegar o trem, e ir para os três locais, Ikebukuro, Shinjuku e Shibuya, afim de conseguir as estampas. Não que seja ruim passear de trem, mas vale a lei do menor esforço! Mas é claro, tudo vai depender do brinde. Também não se sabe ainda se vai haver uma exposição temática no Sunshine 60 Observatory e no Namco Namjatown, pois seria chato ter que pagar a entrada de ¥620 e ¥300, respectivamente, só pra conseguir as estampas. Até a estréia do filme, ainda haverão outras campanhas envolvendo o nome K-ON!, podem ter certeza! Ah, e mais uma notícia, a partir do dia 8 de novembro, a TBS começa a reprisar a primeira temporada.

8 Comments:

At terça-feira, outubro 18, 2011 7:06:00 AM, Blogger Pedroh said...

Michel,

Atualmente, é publicado no Brasil o mangá de K-ON! Gostaria de saber se você já o leu, caso sim, poderia me descrever seus sentimentos em relação ao título?

Queria ter uma noção de como ele é, pois tudo que sei é que o mangá é feito no formato yon-koma.

 
At terça-feira, outubro 18, 2011 10:19:00 AM, Blogger Michel said...

Olá, Pedroh!
Nunca li o manga de K-ON!, embora eu tenha curiosidade. Entretanto, esse estilo "yon-koma manga" não me agrada muito, pois não tem história, são apenas mini-contos. Ora se entende, ora não se entende tudo. Gosto de histórias com começo, meio e fim. Meu problema mesmo é falta de tempo pra ler muitos títulos. Atualmente estou lendo Keroro Gunso, Ore no imouto ga konnani kawaii wake ga nai e Mayo Chiki!.

 
At terça-feira, outubro 18, 2011 11:22:00 AM, Blogger Pedroh said...

Entendo, Michel.

Pelo que você falou é bem o que eu imaginava o que também não me agrada muito num primeiro momento. Mas, vou ver se ao menos passo o olho no mangá de K-on. Ah está lendo o mangá de OreImo, que bacana.
Estou pensando em vr os episódios especiais do anime que não vi ainda, só vi a série de tv mesmo. Não sei se lembra, mas passei a assistir por conta de tudo que você falava aqui no blog.

Abraços.

 
At terça-feira, outubro 18, 2011 11:58:00 AM, Blogger Michel said...

Lembro sim, Pedroh, fui eu que te levei para o mal caminho...rsrsrs! Mas fico orgulhoso de ter feito mais alguém gostar, ou pelo menos dar uma espiada em Ore-Imo. Séries como K-ON!, Ore-Imo, Lucky Star, tem um "algo mais" que as diferencia do lugar comum. Aí é questão de cada um descobrir o que é esse "algo mais"!

 
At quarta-feira, outubro 19, 2011 6:24:00 AM, Blogger Pedroh said...

Sim, você me levou para o mal caminho, auhauhuahuhaha. E de fato devo admitir que, no geral a proposta de Ore-Imo é bacana, a intenção foi das melhores, só não curti mesmo o final da série de tv; fiquei meio chateado... Achei que forçaram um pouco o relacionamento da Kirino com o Kyousuke.

Já, K-ON! só assisti a primeira temporada. Ficava ansioso pelas canções ao vivo durante o anime, e não muito diferente de outros telespctadores tenho preferência pela Mio.

Enfim, está sendo interessante assistir algumas séries como essas, que consideramos "hardcores" e de nicho.

Ultimamente, incluvise, tenho lido mais HQs nacionais e americanas, o encanto pelo mangá está afunilando, o que é bom, de certa forma.

Bom, falei demais né? xD

Ah, Michel, ontem assisti "Freezing" completinho, até os OVA's, gostaria de saber se curte esse estilo de anime? Estou no aguardo do novo OVA de Ikkitousen.

 
At quarta-feira, outubro 19, 2011 11:05:00 AM, Blogger Michel said...

Fala Pedroh!
É que quando eu aconselho um anime, é porque ele é bom mesmo...rsrsrs! Não vou dizer que Ore-Imo é fantástico, mas o legal, é que ele reflete de forma real, a maneira como a sociedade vê e lida com os otakus. E foi nisso que eu me apeguei. Talvez, lendo o bunkô, eu tenha uma nova perspectiva. Veja os episódios inéditos, e depois vamos comentar!
E assista a segunda temporada de K-ON!! Acho que eu vou reassistir também, pra já ir entrando no clima do filme. E no meu caso, tenho uma preferência maior pela Yui (mais por causa da voz da Aki Toyosaki).
Também assisti FREEZING completo, mais pela beleza visual, pois esse tipo de anime com "inúmeras garotas em trajes sumários que soltam porrada", vale mais pra passar o tempo. Porque no fim, pra a TV, a maioria das cenas é censurada, e o objetivo é só mostrar as curvas das garotas. Nesse sentido, eu gostei um pouco do Queen's Blade. IKKI TOUSEN, só assisti a primeira série. Assisti alguns episódios da terceira, mas achei meio tola.

P.S.: Ok, eu entrego, a Satelizer Senpai é boa demais...rsrsrs!

 
At quinta-feira, outubro 20, 2011 5:46:00 AM, Blogger Pedroh said...

Michel,

Sim. De fato a indentificação com o desenho é super importante, principalmente, com os personagens da série.
Tá bom, combinado! Irei assistir os últimos episódios de Ore-Imo e a segunda temporada de K-ON!
Compreendo você, e admito que Freezing é o tipo do anime "mais visual", mas no meu caso tenho quase que uma paixão equiparável a que tenho por filmes de terror, aos animes que tratam de "belas guerreiras". Claro, exijo o minímo de conteúdo, se não, nem pensar.

P.S.: Realmente, a Satelizer Senpai é demais, porém, ainda prefiro a Chiffon Fairchild (presidente do conselho estudantil).

P.S.2: O que mais gostei, ou a única coisa que ainda me faz querer terminar UM dia, Queen's Blade é a Nanael (Aya Hirano).

 
At quinta-feira, outubro 20, 2011 10:36:00 AM, Blogger Michel said...

Olá, Pedroh!
Não acho ruim esse tipo de anime, mas muitos deles pecam no conteúdo, afinal, o importante é só mostrar as curvas das garotas. Ficam um monte de piadinhas sem graça. Prefiro mais os animes cômicos.
P.S.: Gosto dos dois lados da Satelizer L. Brigitte, a intocável e a meiga. E a voz da Mamiko Noto combinou perfeitamente. Vai ver eu tenho fetiche por personagens "meganekko" (garotas que usam óculos)...rsrsrs!
P.S.2: Assisti as duas séries via You Tube (Página da Media Factory). No final das contas, deu o óbvio, a Reina como vitoriosa. Verdade, as cenas com a Nanael são hilárias, com aquele jeitão dela de querer levar vantagem.

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home